Câmara Municipal de Imperatriz

Câmara Municipal de Imperatriz

Balsas vai ganhar novo aeroporto e poderá receber voos da Azul, Latam e Gol beneficiando o turismo na região

20 de maio de 2020

A Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura (MInfra) autorizou a licitação de projetos e obras em mais dois aeroportos regionais nas regiões Nordeste e Sudeste. Serão R$ 14,7 milhões em investimentos do Governo Federal com recursos do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC). Dentre eles está o aeroporto da cidade de Balsas no sul do Maranhão.
Os recursos vão possibilitar a elaboração dos projetos do novo aeroporto regional de Balsas. Trata-se de parceria do MInfra com a CODEVASF para elaboração dos projetos do novo aeroporto. Já foram desenvolvidos Estudos de Viabilidade Técnica e Estudo Preliminar. A CODEVASF vai conduzir o procedimento licitatório para contratação dos estudos, ensaios e projetos, visando a construção do novo aeroporto. Os custos estão estimados em R$ 2,4 milhões, com prazo de até 15 meses para entrega dos produtos. O edital deve ser publicado no site da empresa nas próximas semanas. O atual aeródromo foi declarado inviável para expansão, por estar imerso na malha urbana, sem possibilidade de receber operações de aeronaves de maior porte.
A proposta é que o aeroporto de Balsas passe a receber voos de grandes companhias aéreas como Azul, Latam e GOL. No Maranhão, atualmente somente as cidades de São Luís e Imperatriz tem voos regulares das grandes empresas.
Com a construção do novo aeroporto de Balsas, que deve ficar pronto em 2022, toda a região do complexo turístico da Chapada das Mesas deve ganhar força e um novo investimento. Cidades como Riachão e Carolina, que ficam próximas seriam as principais beneficiadas. Porém, outros municípios como Pastos Bons, São João dos Patos e outros também seria beneficiados.
Outro aeroporto Aeroporto Regional que vai ser construído será do Vale do Aço, em Santana do Paraíso/MG (Ipatinga), os custos são estimados em R$ 12,3 milhões. O escopo principal é a restauração dos pavimentos flexíveis da pista de pouso e decolagem, taxiway e pátio de aeronaves. Conforme previsto no Termo de Compromisso celebrado entre o MInfra e a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade de Minas Gerais, as obras devem durar quatro meses, a partir da assinatura da ordem de serviço. O edital de licitação deverá ser publicado pelo DEER/MG nas próximas semanas.
Compartilhar esta notícia :
 
Produzido por Dicamax Tecnologia e Comunicação | Portfólio | Serviços
Copyright © 2014. Blog Asmoimp - Todos os Direitos Reservados
Entre em contato conosco para críticas e sugestões
Ficamos muito felizes com sua visita