Polícia lavra prisão de 10 internos por morte de outro detento

31 de maio de 2019




Os presos são suspeitos de assassinar enforcado o interno Daniel Pereira da Silva.

IMPERATRIZ - A Polícia Civil do Maranhão, através da Delegacia de Homicídios de Imperatriz, DHPP/SHPP, lavrou nessa quinta-feira, 30, auto de prisão em flagrante, em desfavor de 10 internos do presídio Itamar Guará, em Imperatriz.

Os homens que cumprem pena por diversos crimes, vão responder por mais um, desta vez, pelo homicídio do interno Daniel Pereira da Silva, condenado por latrocínio, roubo seguido de morte, que foi encontrado morto com sinais de enforcamento na manhã de terça-feira, 28.

Aparentemente morto por suicídio, a investigação da Polícia Civil apontou, que o caso foi na verdade, um homicídio. A polícia chegou a esta conclusão após procedimentos periciais, como exame de necropsia, feito no Instituto Médico Legal (IML).

Toda a ação criminosa, que resultou na morte do detendo Daniel, foi fotografada e compartilhada em grupos de aplicativo de mensagens (Whatsapp). Inclusive, a polícia, também, investiga como os aparelhos de celulares foram parar nas selas do presídio.

Mediante todo o colhido, os 10 presos que ocupavam a cela, em que aconteceu o crime, foram conduzidos para a Delegacia de Homicídio, e submetidos a oitivas e flagrante. De todos os internos, apenas Antonio Nunes da Silva Filho, vulgo "Marabá" e Thallys Nogueira, confessaram participação no assassinato de Daniel.

Todos prosseguem presos no Presídio Regional de Imperatriz, à disposição da Justiça.

Fonte: Imirante
Compartilhar esta notícia :
 
Produzido por Dicamax Tecnologia e Comunicação | Portfólio | Serviços
Copyright © 2014. Blog Asmoimp - Todos os Direitos Reservados
Entre em contato conosco para críticas e sugestões
Ficamos muito felizes com sua visita