Obra do habitacional Canto da Serra é vistoriada investimento é da ordem de R$ 110 milhões e beneficiará 2.920 famílias

23 de outubro de 2018


 Vistoria acompanha conclusão das obras do residencial Canto da Serra (Foto: Gil Carvalho)
O prefeito Assis Ramos, acompanhado do secretário de Infraestrutura, Zigomar Filho; da gerente da Caixa Econômica, Mara Nolasco; do engenheiro Arthur Emanuell e do diretor-presidente da construtora Cageo, George Luiz, realizou na manhã desta terça-feira, 23, vistoria ao conjunto de obras do habitacional Canto da Serra.
Serviços iniciaram em maio deste ano, depois que o prefeito Assis Ramos conseguiu viabilizar junto ao Ministério das Cidades, em Brasília, o destravamento dos recursos na ordem de R$ 110 milhões para retomada do complexo habitacional que possui 2.920 casas.
“Ficamos preocupados com o andamento da obra, pois deveria estar em estágio bem avançado, mas já começaram a fazer algumas ações, sobretudo, a drenagem, principal problema que identificamos junto com a equipe da Sinfra, fato que estão tentando corrigi-la”, detalhou.
Assis Ramos pontuou que a construtora responsável prevê a conclusão do empreendimento em até 18 meses e garantiu que a mesma será fiscalizada mês a mês pelos engenheiros da Sinfra. Medida visa evitar problemas de infraestrutura ocorridos nos residenciais Teotônio Vilela, Dom Afonso Felipe Gregório e o Sebastião Régis.
“Depois que a obra é concluída surgem outros problemas relacionados à pavimentação. Engenheiros da construtora explicaram sobre os lençóis freáticos que podem prejudicar a base, situação que se agrava durante o período de chuvas, fato que estamos sendo cautelosos para que não se tenha este tipo de problema no futuro. Depois da entrega, obra terá garantia de 5 anos, conforme contrato”, frisou.
O secretário de Infraestrutura, Zigomar Filho, afirma que a visita técnica serviu para acompanhar a evolução no local, beneficio que contemplará 2.920 famílias, observando a qualidade das habitações e da infraestrutura das vias. Acompanhamento será feito juntamente com o setor de engenharia da Caixa Econômica Federal.
“Prefeito Assis Ramos determinou que fizéssemos a fiscalização e acompanhamento passo a passo da evolução dessa obra com os engenheiros da Sinfra”, assegurou. Ele visualiza que, depois que o empreendimento foi recomeçado, foram feitos ajustes  no acabamento. “Todos os ensaios técnicos estão sendo analisados pela Prefeitura, Caixa Econômica e a construtora”, reforçou.
Zigomar Filho enfatizou que será realizado um projeto, via Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Sedes, que envolverá famílias contempladas com os imóveis do habitacional Canto da Serra.
Projeto de drenagem profunda foi revisado e estudos estão sendo concluídos para construção de acessos para a passagem de água adequada para a área, a fim de evitar alagamentos, maior problema verificado no local no período de chuvas.
A gerente Mara Nolasco observa que diante da complexidade do empreendimento o mesmo não pode ser entregue com problemas à Caixa Econômica e a Prefeitura de Imperatriz. Ela acredita que o ritmo da oba deverá acelerar, mas com a chegada do inverno ficará um pouco mais lenta, devendo avançar novamente no verão do próximo ano.
Compartilhar esta notícia :
 
Produzido por Dicamax Tecnologia e Comunicação | Portfólio | Serviços
Copyright © 2014. Blog Asmoimp - Todos os Direitos Reservados
Entre em contato conosco para críticas e sugestões
Ficamos muito felizes com sua visita