Sargento do Corpo de Bombeiros mata vizinho em São Luís

31 de agosto de 2018

Na hora da confusão, o irmão da vítima também foi alvejado pelo sargento Jedson Raimundo de Araújo Diniz.

Carlos Magno Pereira, 47 anos, foi a óbito no local. ( Foto: Divulgação / Polícia Civil)

SÃO LUÍS – No fim da manhã desta sexta-feira (31), foi registrado um homicídio e uma tentativa de homicídio na rua Dr. Emiliano Macieira, no bairro Ivar Saldanha, em São Luís. O motivo dos crimes teria sido uma desavença entre vizinhos.

Segundo informações do 9º Batalhão da Polícia Militar, o sargento do Corpo de Bombeiros do Maranhão, identificado como Jedson Raimundo de Araújo Diniz, atirou em duas pessoas, sendo que uma veio a óbito no local e a outra ficou ferida.

As vítimas foram identificadas como: Carlos Magno Pereira, 47 anos, o qual foi a óbito; e Paulo Magno Pereira, irmão de Carlos Magno, o qual foi alvejado com um tiro na perna e está hospitalizado no Socorrão I.

De acordo com informações do delegado Joviano Furtado, titular do 2º DP no João Paulo, o sargento Jedson Raimundo de Araújo Diniz tinha uma rixa antiga com os vizinhos. E, nesta sexta-feira, Carlos Magno Pereira, que teria problemas mentais, e seus outros dois irmãos, receberam uma intimação para depor na Delegacia. Após serem intimados, Carlos e Paulo Magno foram até a porta da casa do sargento e atiraram pedras na residência, pelo fato de a intimação ter sido motivada por uma denúncia feita pelo vizinho.

Ao perceber que a casa estava sendo apedrejada, o sargento Jedson Raimundo de Araújo pegou uma arma de fogo e atirou contra os vizinhos. Carlos Magno foi atingido no peito e acabou morrendo no local. Já Paulo Magno foi alvejado na perna, mas não foi a óbito.

“Já havia um desentendimento entre o autor e as vítimas há dois anos, sendo que eles constantemente entravam em discussões. E, na manhã de hoje (31 de agosto), o sargento Jedson Raimundo de Araújo Diniz veio aqui na Delegacia comunicar que seus vizinhos estavam ligando para o Ciops dizendo que o carro do sargento estaria sendo usado para praticar assaltos na cidade. A gente designou que alguns policiais fossem até a casa dos vizinhos do sargento levar as intimações ao Carlos, Paulo e para a irmã deles, para que viessem depor na Delegacia na próxima terça-feira (4), para esclarecer o caso. Após os policiais entregarem as intimações, Paulo e Carlos Magno foram até a porta da casa do sargento Jedson Raimundo e atiraram pedras. Foi quando o sargento atirou neles”, explicou o delegado.

O sargento ainda não foi detido, mas há informações de que ele irá se apresentar à polícia ainda nesta sexta-feira (31). O caso está sendo investigado.

Fonte: imirante.com

Compartilhar esta notícia :
 
Produzido por Dicamax Tecnologia e Comunicação | Portfólio | Serviços
Copyright © 2014. Blog Asmoimp - Todos os Direitos Reservados
Entre em contato conosco para críticas e sugestões
Ficamos muito felizes com sua visita