Homem afirma que matou empresário após "ouvir vozes do além"

31 de julho de 2018

Raimundo Nonato Santos (Foto: divulgação)
IMPERATRIZ – O servente de pedreiro, Raimundo Nonato Santos, conhecido como “Zé Pequeno”, autor confesso do assassinato do empresário Anderson Andrade da Silva, 48 anos, preso ainda no sábado (28), disse em depoimento à polícia que cometeu o crime porque estava "ouvindo algumas vozes do além". O caso aconteceu na madrugada de sábado, no Jardim Tropical em Imperatriz.
Reveja:
“Raimundo Nonato sustenta a tese de que foi para matar o empresário ao ouvir algumas vozes do além”, afirmou o delegado regional, Eduardo Galvão, ressaltando que, para a polícia, a motivação delitiva trata-se de um latrocínio (roubo seguido de morte).
“Mesmo se tratando de um latrocínio, a gente aguarda a esposa da vítima, que estava viajando, para que formalmente informe à polícia se foi levado algo do interior da residência, se deram falta de algum pertence”, complementa o delegado.
Raimundo Nonato que trabalhava como servente de pedreiro na residência de Anderson Andrade, entrou durante a madrugada na casa, pelas portas dos fundos e, enquanto o empresário dormia, desferiu vários golpes de faca contra o empresário, que não teve chance de defesa, fato que chamou a atenção da polícia.
Após matar o empresário, o servente de pedreiro relatou o crime às duas filhas de Anderson e, em seguida, fugiu. No entanto, acabou sendo preso, horas depois confessando a autoria do assassinato. A Polícia Civil ainda segue investigando o caso. Fonte Imirante.com. 
Compartilhar esta notícia :
 
Produzido por Dicamax Tecnologia e Comunicação | Portfólio | Serviços
Copyright © 2014. Blog Asmoimp - Todos os Direitos Reservados
Entre em contato conosco para críticas e sugestões
Ficamos muito felizes com sua visita