Prefeitura planeja construção do hospital geral de Imperatriz

20 de junho de 2018

Com o objetivo de melhorar, ainda mais a qualidade do atendimento à população, via Sistema Único de Saúde, SUS, a gestão municipal anunciou que pretende construir um hospital geral com  mais de 300 leitos em aproximadamente um ano. Obra será executada por meio da Parceira Público Privado, PPP, e o novo prédio vai disponibilizar atendimento à todas as especialidades, com ênfase para urgência e emergência, com qualidade superior à do atual Socorrão, que deve ser substituído.
Em audiência no gabinete do prefeito Assis Ramos, o secretário municipal de Saúde, Alair Firmiano, acompanhado de assessores técnicos, apresentou nesta terça-feira, 19, cronograma de funcionamento do Hospital Municipal, adulto e infantil, à uma equipe de técnicos da Prodal Saúde S.A., empresa que atua na construção e gestão de hospitais de grande porte em Salvador, BA, que se mostrou interessada na parceria.
Durante reunião, equipe composta por dois médicos e uma arquiteta receberam informações detalhadas sobre o funcionamento, sistema de administração, área geográfica e quantidade de atendimentos do Socorrão, as respectivas especialidades, relação de municípios que fizeram pactuação na Saúde, valores gastos, quadro de pessoal, entre outras informações estratégicas. Encontro foi o segundo passo das conversações, que iniciaram quando o secretário e equipe foram a Salvador, onde conheceram o funcionamento do Hospital do Subúrbio, que funciona na Parceria Público Privada.
“Aqui foi uma reunião técnica para a capacidade do hospital, quanto leitos e o que vamos querer para o hospital, de maneira que o próximo passo será o projeto baseado no número de leitos e a população atendida e municípios vizinhos”, frisou o secretário.
De acordo com o prefeito, a proposta da gestão é de construir um hospital com capacidade de 300 a 400 leitos, que vai atender todas as especialidades, urgência e emergência, de forma otimizada como é o caso do próprio Hospital do Subúrbio que tem sistema informatizado e disponibiliza informações sobre números de atendimentos por meio de aplicativo de celular.
“Pretendemos fazer parceria com uma empresa privada e esta vai construir e administrar o hospital por um certo tempo. Vai ter um contrato que prevê, como exigências, manter a qualidade, o cumprimento de metas qualitativas e quantitativas e o Município entra com a contrapartida e a fiscalização desse contrato”, explicou. A previsão é que ainda este ano, seja iniciada a construção do prédio.
A chefe da equipe de técnicos, Lícia Cavalcante, ressaltou que foram muito importantes as informações repassadas na reunião e que se completariam com a visita ao hospital e a reunião com o prefeito Assis Ramos. Ela se mostrou preocupada com a carga elevada de pacientes atendidos no Socorrão vindos de outros municípios.
“Isso nos preocupa, porque implica em custo mais elevado dessa assistência para atender uma população maior do que a própria de Imperatriz e o que vamos fazer é projetar um hospital, fazer uma modelagem que comporte aquilo que o município necessita. O que precisará ser definido é se o hospital será restrito a população de Imperatriz ou de outros municípios, mas isso é uma decisão política que depende da prefeitura, que vai poder assegurar o modelo que se deseja”, pontuou.

Compartilhar esta notícia :
 
Produzido por Dicamax Tecnologia e Comunicação | Portfólio | Serviços
Copyright © 2014. Blog Asmoimp - Todos os Direitos Reservados
Entre em contato conosco para críticas e sugestões
Ficamos muito felizes com sua visita