Governo do Maranhão

Governo do Maranhão

ArFrio refrigeracoes

ArFrio refrigeracoes
Peças e Serviços. Soluções em Ar-Condicionado. (99) 98156-9313

Dono da empresa Monte Hebron se diz surpreso com prisão de motorista

6 de dezembro de 2016


Edson Santos foi preso com cinco mandados de prisão em aberto.

IMPERATRIZ - O empresário Dênis Policarpo, proprietário da empresa de ônibus Monte Hebron, disse nesta terça-feira (6), que recebeu com surpresa a notícia sobre a prisão do motorista Edson Santos Bezerra, nessa segunda-feira (5) pela Polícia Rodoviária Federal com cinco mandados de prisão em aberto. A empresa colocou um advogado para acompanhar o caso.

O empresário Dênis Policarpo disse que motorista Edson tinha CNH e é bom funcionário. (Foto: João Rodrigues/ Imirante Imperatriz)

Dênis Policarpo disse que Edson Santos possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para a categoria exigida e é um bom funcionário.

“Foi com estranheza que a gente recebeu esta notícia, logo porque o Edson é um funcionário exemplar dentro da empresa. Ele vai fazer dois anos na empresa e é um cara que sempre ficou à disposição da empresa e com relação a essas acusações cabe a justiça investigar, e se tiver alguma coisa, ele deve ele deve pagar”, disse.

O empresário adiantou que a empresa disponibilizou um advogado para o funcionário e apurar o que realmente aconteceu.

Fotocópia da Carteira Nacional de Habilitação do motorista Edson Santos Bezerra foi apresentada pela empresa. (Foto: Reprodução/)

Leia, também:

Motorista é preso com 10 mandados de prisão em aberto em Imperatriz

Polícia refaz as contas e diz que motorista foi preso com cinco mandados de prisão em aberto

Dênis disse que a família de Edson informou que em 2012 ele perdeu os documentos no Estado de Macapá e há suspeitas de que os mandados de prisão estejam ligados a esse acontecimento.

“Ele perdeu os documentos em 2012 ou 2013 e poderiam estar usando o nome dele em outro Estado e fazendo algum tipo de delito, como ele está sendo acusado como estelionatário, falsidade ideológica, enfim”, destacou. O executivo destacou que existe uma lei federal de 1995 que proíbe as empresas de cobrarem alguns tipos de documentos, entre eles, antecedentes criminais, o que inviabiliza a empresa de ter conhecimento sobre a vida pregressa do funcionário que é tido como um bom colaborador.

Irregularidades no ônibus

O empresário, também, explicou sobre a apreensão do ônibus em razão de irregularidades no ônibus como pneus carecas, o tacógrafo vencido e um “trincado” no para-brisa.

O ônibus da empresa Monte Hebron encontra-se apreendido no pátio da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal.(Foto: Divulgação/ WhatsApp/)

“Os passageiros vinham de Amarante, o veículo que eles vinham deu um problema mecânico, foi acionado o socorro na empresa e no momento só tinha aquele veículo para fazer esse socorro”, justificou, acrescentando que os passageiros iriam desembarcar no terminal rodoviário. Ele admitiu que o tacógrafo não estava aferido pelo Inmetro e os dois pneus traseiros estavam carecas e um dos para-brisas estava trincado.

“Esse veículo não estava em operação. Ele estava, justamente, na garagem para ter uma revisão preventiva e algumas correções que estariam impossibilitando ele de operar”, completou.

Fonte :Imirante Imperatriz.

Compartilhar esta notícia :
 
Produzido por Dicamax Tecnologia e Comunicação | Portfólio | Serviços
Copyright © 2014. Blog Asmoimp - Todos os Direitos Reservados
Entre em contato conosco para críticas e sugestões
Ficamos muito felizes com sua visita