FIO MODAS COM GRANDES PROMOÇÕES, VENHA CONFERIR!

FIO MODAS COM GRANDES PROMOÇÕES, VENHA CONFERIR!

ArFrio refrigeracoes

ArFrio refrigeracoes
Peças e Serviços. Soluções em Ar-Condicionado. (99) 98156-9313

Funcionários da SEDUC do Estado estão de reféns desde quarta-feira na Aldeia Sivirino região de Itaipava do Grajaú.

8 de julho de 2016

Os índios Timbiras da Tripo Krepim Katejé da região de Itaipava do Grajaú há cerca de 80 km de Grajaú, mantém reféns três funcionários da Secretaria de Educação do Maranhão desde a amanhã de quarta-feira (06) julho, entre eles dois grajauenses o jovem Nonatinho Teixeira filho da professora Rosenilde Teixeira de Grajaú e Nonato Almeida Veloso.

Os funcionários foram entregar merenda na região indígena e a tribo aproveitou o momento para manter os mesmo reféns, reivindicando a assistência do governo na aldeia prometida desde a primeira vez que outros funcionários da SESAI estiveram no local como reféns e, até agora o acordo não foi cumprido pelo governo e os indígenas, garantem que não irão liberar os reféns até que seja cumprido o acordo.

Os três funcionários da SEDUC são; Os grajauenses Nonato Teixeira na (foto), Nonato Almeida Santos, e a Técnica conhecida como de Jesus, moradora da Capital do Estado. A professora Rosenilde Teixeira procurou o De Olho em Grajaú aflita pedindo medidas urgentes do governo do Maranhão, para a liberação dos reféns. De acordo com a professora o contato com o filho estava sendo feito desde a quinta-feira (07) por telefone, mas um cacique teria recolhido o celular do mesmo e as informações cessaram. Hoje sexta-feira (08) ela teve a informação de que os indígenas afirmaram que não querem a policia do Estado no caso, se a policia comparecer os reféns serão levados para o outro lado do rio, região de mata fechada onde ninguém tem acesso.

Vânia Monteiro assessora da pré-candidata de Grajaú acompanhou a professora Rosenilde no caso e tenta informar a pré-candidata sobre o fato, tendo em vista que até o momento ninguém do governo sabe sobre a situação, devido a falta de comunicação.

Meses atrás outros jovens de Grajaú foram feitos refém junto com os demais funcionários da SESAI em uma aldeia conhecida como Toco Preto, região da mesma tribo Timbiras veja matéria no link:http://realidadenatela.blogspot.com.br/2015/09/indios-timbiras-continuam-mantendo.html

Os familiares dos reféns anunciado nesta sexta-feira (08) esperam medidas urgentes do governo.

Fonte: Blog De Olho em Grajaú.

Compartilhar esta notícia :
 
Produzido por Dicamax Tecnologia e Comunicação | Portfólio | Serviços
Copyright © 2014. Blog Asmoimp - Todos os Direitos Reservados
Entre em contato conosco para críticas e sugestões
Ficamos muito felizes com sua visita